Porteiro – A Segurança do Morador depende de Você

Atencioso, Ativo, Vigilante, Responsável e Discreto.

Essas são umas das inúmeras características que se busca em um profissional de portaria. Este é um profissional de suma importância para o bem estar e a segurança do condomínio e de seus moradores. Dentre suas funções estão: controlar o acesso ao interior do prédio de entregadores e visitante.

Alguns maus hábitos, falta de orientação ou até mesmo a sua desqualificação para com sua missão podem colocar em xeque o serviço prestado por esse profissional e, como consequência, trazer inúmeros riscos e prejuízos ao condomínio.

Demonstraremos a seguir alguns erros cruciais cometidos por porteiros que devem ser imediatamente abolidos.

Abandonar o posto de trabalho​

O porteiro nunca deve se ausentar do seu posto de trabalho durante seu turno. Sabemos que há ocasiões em que os próprios moradores solicitam a ajuda do porteiro para alguma tarefa fazendo com que ele se afaste do posto de trabalho. Isso deve ser terminantemente proibido e os moradores devem ser conscientizados acerca dessa conduta errada;

Desatenção

Dormir durante expediente, assistir a televisão, ficar usando celular (para conversar ou navegar na internet), manter conversas prolongadas com condôminos ou outros funcionários. O porteiro deve estar sempre alerta e observando o que se passa ao seu redor, seja no lado externo ou interno do prédio, através do sistema de câmeras;

Liberar acesso de carros/pedestres indevidos

A cena é comum em alguns condomínios: um carro vai se aproximando da garagem e o portão já se abre sem que o motorista se identifique. Essa falha abre uma grande lacuna na segurança do prédio e pode colocar criminosos para dentro dele.

O porteiro só deve liberar a entrada de veículos cadastrados ou quando o morador autorizar expressamente a entrada de um visitante, especificando o nome dele e as características do carro. O mesmo se aplica aos pedestres: eles devem dizer o nome, aguardar que o porteiro interfone para o morador, e só depois da autorização a entrada é permitida;

Deixar garagem aberta

Um condômino saiu e se esqueceu de fechar o portão. O próprio porteiro abriu a entrada da garagem para algum veículo sair e se esqueceu de fechar. Está havendo retirada de lixo pela garagem. Essas são algumas situações em que se abre uma porta escancarada ao perigo externo.

Para não deixar o prédio vulnerável, o porteiro deve ser extremamente cuidados com o portão da garagem.

Permitir a entrada de entregadores

A encomenda deve ser entregue na portaria, onde deve permanecer até que alguém vá buscá-la; medida de segurança para todos os moradores.

Falta de treinamento

O porteiro deve ser orientado constantemente sobre o uso dos equipamentos que fazem parte das atribuições dele, normas de segurança, sobre as regras do condomínio e também sobre como agir em situações de emergências;

Indiscrição

O porteiro sabe os hábitos e horários dos moradores do condomínio. Nos dias de hoje, com a violência que assola nosso o Rio de Janeiro, essas informações devem ser mantidas em sigilo, pois o perigo vem de onde menos se espera. O porteiro deve zelar sempre pela discrição.

Conscientização

O compartilhamento dessas informações ajudam na conscientização de que o Profissional de Portaria é muito mais que um Porteiro que um abre/fecha porta ou entregador de correspondência. E se você leu o texto, e identificou algum tópico desse acima acontecendo no condomínio em que você mora, tome a frente e instrua o seu Porteiro, cobre do seu Síndico ou entre em contato com a gente. Teremos o maior prazer em atender seu prédio.

Deixe o Seu Comentário Abaixo

Compartilhe!